Número total de visualizações de página

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS (HFAR)


O Hospital das Forças Armadas (HFAR), na dependência do Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas desde maio de 2014, é um estabelecimento hospitalar militar, que se constitui como elemento de retaguarda do sistema de saúde militar em apoio da saúde operacional, organizado em dois pólos hospitalares, um em Lisboa e outro no Porto. Decorrente da sua missão, o HFAR continua a prestar cuidados de saúde diferenciados aos militares das Forças Armadas, bem como à família militar e aos deficientes das Forças Armadas.


O QUE HÁ DE NOVO EM 2015 NO POLO DE LISBOA, NO CAMPUS DE SAÚDE MILITAR DO LUMIAR?

1. O acesso pedonal, realizado pela Rua César de Oliveira permite, actualmente, o acesso dos utentes pela parte sul do Hospital, evitando que o tenham de contornar. Já no interior das instalações hospitalares, estão a ser ultimados, os acessos aos vários serviços por parte dos utentes, inclusivamente para os detentores de mobilidade reduzida.
2. O novo Centro de Medicina Subaquática e Hiperbárica (CMSH) é um edifício construído para o efeito, que possui 2 câmaras hiperbáricas. Construído de raiz no Campus de Saúde Militar, constitui um órgão da Marinha, vocacionado para a saúde operacional, estando na dependência funcional do HFAR. A actual localização do Centro permite aos utentes o acesso imediato a todas as outras valências e serviços de saúde existentes no pólo hospitalar de Lisboa, bem como, o apoio funcional das necessidades do HFAR.

3. O edifício H04 destinado às consultas externas e exames especiais de várias especialidades cirúrgicas funciona actualmente em dois pisos. No piso 1 funciona a Oftalmologia, a Endocrinologia e a sala de tratamento do pé diabético. No Piso 2, funcionam as restantes especialidades cirúrgicas. Os espaços foram ampliados e requalificados, deixando de funcionar em contentores, passando assim a oferecer melhores e mais confortáveis condições a todos os utentes.
4. O Refeitório único, localizado no edifício A04, Piso 0, com a capacidade para 312 lugares sentados, permite a optimização dos recursos, garantida pela ampliação do espaço e a centralização da confecção e distribuição de refeições. 
As novas instalações permitem ainda o acesso por parte de todos os utentes com mobilidade reduzida.
5. O novo edifício H07 possui dois pisos, um deles destinado exclusivamente a consultas externas e exames especiais de várias especialidades médicas como:
Gastroenterologia; Medicina Interna; Clínica Geral; Neurologia; Alergologia; Nutrição e Dietética; Consulta da Dor, entre outras e, o outro piso, onde funcionam os Gabinetes de trabalho médico e a Área de ensino, formação e treino. O Piso 0 destina-se a apoio das diversas especialidades existentes no edifício.
Os espaços criados estão agora amplos e mais funcionais aos serviços aí prestados.
6. A instalação de um segundo equipamento de TAC e de outros equipamentos de diagnóstico tecnologicamente sofisticados na Imagiologia. Neste momento encontram-se a funcionar 2 TAC. Uma delas com capacidade para 128 cortes, que permite aumentar a fidelidade do diagnóstico, assim como a variedade e o número de exames especiais. Foi ainda criada uma sala de Osteodensitometria, que permite a realização de exames para avaliar a perda de massa óssea e o grau de Osteoporose, aumentando assim a capacidade de realização de exames complementares de diagnóstico.
7. Foi concluída a remodelação do edifício H03 destinado ao internamento de medicina e cirurgia, que dispõe actualmente de 32 camas adicionais e novos espaços de estar e de refeição para os utentes. Neste edifício foi criada uma nova enfermaria com capacidade para isolamento de doentes.
No Piso 0 encontram-se em funcionamento os serviços de Ortopedia e Urologia tendo sido aumentado o número de gabinetes/salas de atendimento médico, de exame e tratamentos de enfermagem.
8. Foram levadas a cabo, várias intervenções no Serviço de Medicina Física e de Reabilitação. Na área da reabilitação foi criado um gabinete de Hidroreabilitação e ampliada a área de ginásio conferindo dessa forma, melhores condições a todos os utentes.
Pertencendo ao mesmo serviço, está já a funcionar uma área de terapia ocupacional.
9. A Contentorização do Serviço de Informática permitiu libertar espaços que serão utilizados para funcionamento de áreas operacionais como é exemplo, o internamento.

O QUE HÁ DE NOVO EM 2015 NO POLO DO PORTO?

1. A criação da Unidade de Cuidados Intermédios. Criada fisicamente junto ao Serviço de Urgência, com capacidade instalada para três doentes e a equipa de profissionais de saúde que para feito foi constituída, permite potenciar a capacidade de diferenciação do tratamento dos doentes mais instáveis e garantir o adequado pós-operatório de cirurgias com patologias associadas que aconselhem uma vigilância clínica mais cuidada.
2. O reequipamento do Serviço de Urgência e Bloco Operatório em termos de aparelhos de monitorização. A aquisição de novos equipamentos de monitorização permite maior rigor e a gestão centralizada da monitorização.
3. A aquisição de monitores/desfibrilhadores para o Serviço de Urgência. A aquisição de novos e mais modernos monitores/desfibrilhadores permite potenciar a capacidade de intervenção em situações de emergência e garantir a evacuação médica em condições de segurança.
4. A implementação do novo aparelho de TAC e da mesa de radiologia convencional. Foi renovada a mesa de radiologia convencional permitindo uma resposta mais eficaz e instalado um aparelho de TAC de 16 cortes em substituição do anterior de 4 cortes que permitirá uma melhor definição de imagem contribuindo assim para um mais correto diagnostico.
5. A renovação da capela, ainda em curso. No sentido de proporcionar condições que favoreçam a reflexão e a oração, o Polo do Porto, beneficiou o espaço utilizado como Capela e dará seguimento em 2016 a esse esforço por forma a dotá-lo de dignidade e conforto que os lugares daquela natureza exigem.
6. Em curso, a remodelação do edifício dos lixos tóxicos hospitalares. Aproveitando uma área devoluta numa zona periférica do Hospital, está-se a proceder a preparação dum espaço que permita o tratamento diferenciado e em segurança dos lixos tóxicos hospitalares.

O QUE ESTÁ EM CONCRETIZAÇÃO NO POLO DE LISBOA?

1. A ampliação/ remodelação do edifício H09, que permitirá aumentar a capacidade de resposta no âmbito da saúde mental. A data prevista para a conclusão dos trabalhos é dezembro de 2016.

2. A remodelação do Hospital de Dia Polivalente - no edifício H07. A data prevista para a conclusão dos trabalhos é fevereiro de 2016.

3. A construção do edifício ECO 1 – Ecocentro hospitalar. A data prevista para a conclusão dos trabalhos é março de 2016.

4. A construção de uma Área Comercial com quatro espaços comerciais de apoio aos utentes. A data prevista para a conclusão dos trabalhos é fevereiro de 2016.

5. A remodelação do edifício A01 – cafetaria. A data prevista para a conclusão dos trabalhos é março de 2016.

6. Melhoramentos no serviço de Cardiologia a funcionar nas instalações do Centro de Medicina Aeronáutica (CMA).

7. A remodelação das cozinhas.

8. A remodelação/ ampliação das redes de distribuição de energia elétrica, água e gás.

9. A ampliação da Farmácia Hospitalar. Encontra-se em fase de conclusão.

O QUE ESTÁ AINDA PLANEADO PARA O POLO DE LISBOA?

1. A ampliação do parque de estacionamento P2 que ficará com uma capacidade para 500 viaturas, e potencial ampliação para 700 viaturas. A data prevista para a conclusão dos trabalhos é dezembro de 2016.

2. A construção do edifício H05 que aumentará significativamente a capacidade cirúrgica, a hemodiálise e o internamento, ficando este último a contar com 200 camas. A data prevista para a conclusão dos trabalhos é no final de 2017.

3. A construção do edifício H06, que consiste em várias plataformas de ligação entre os edifícios H01 e H02.

4. A remodelação do edifício A03 – criação de três quartos para apoio a DFA. A data prevista para a conclusão dos trabalhos é janeiro de 2016.

5. A remodelação do edifício A03 – espaços dos serviços administrativos. A data prevista para a conclusão dos trabalhos é dezembro de 2016.

6. A remodelação do edifício A04 - Direção do Hospital (1o Piso). A data prevista para a conclusão dos trabalhos é setembro de 2016.

7. A remodelação do edifício H01 - Gabinetes de exames especiais e cardiopneumologia.

8. A beneficiação de arruamentos exteriores.

O QUE ESTÁ AINDA PLANEADO PARA O POLO DO PORTO?

1. A ligação entre os Pólos de Lisboa e Porto do HFAR através de fibra óptica, prevista para o 1o trimestre de 2016.

2. A remodelação da rede informática do Pólo em termos de estrutura e equipamentos, prevista para o 1o trimestre de 2016.

3. A ampliação e a renovação dos serviços de Estomatologia e Oftalmologia, previstas para o 1o trimestre de 2016.

4. A remodelação da sala OBS da Urgência, prevista para o 1o trimestre de 2016.

5. A criação da futura área da Gestão de Utentes, prevista para o 1o trimestre de 2016.

6. A modificação do acesso prioritário à Urgência, prevista para o 1o trimestre de 2016.

7. A implementação do novo sistema de processo clínico electrónico e sistema de gestão hospitalar, prevista para o 1o trimestre de 2016.

O HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS É DE TODOS NÓS.

CONFIEMOS-LHE A NOSSA SAÚDE!

Sem comentários:

A MINHA MÚSICA

Loading...

Pesquisar neste blogue

Seguidores

Governo Moçambique

Governo de Macau

Governo Cabo Verde

Governo Angola