Número total de visualizações de página

quinta-feira, 23 de março de 2017

Viajando na net e tentar descodificar dados que se encontram ali mesmo..ou não?


O ataque a Westminster foi anunciado 1 dia antes no 4chan. E ninguém reparou nisso.

A Internet é maravilhosa. Mas ao mesmo tempo é tenebrosa.
Pensarmos que um ataque terrorista possa ter acontecido em solo Europeu (bom, eles já não são bem Europa, mas adiante…) é preocupante e já aconteceu.
Agora, sabermos que o ataque foi anunciado um dia antes… isso é outro nível de terror.
O 4Chan é um site de entretenimento. Foi ali que o movimento Anonymous nasceu (e cresceu) para depois ir à caça da Igreja da Cientologia há cerca de uma década.
Nesse site, foi colocado um post no mínimo curioso. Vamos analisá-lo?

  • O post foi publicado pelo user n1SoXPxb, sendo este o seu único post;
  • A publicação foi feita cerca de um 1 dia antes do ataque;
  • O user foi registado num país diferente de UK, mas pode estar a usar uma VPN;
    • Uma VPN é uma conexão estabelecida sobre uma infraestrutura pública ou compartilhada, usando tecnologias de tunelamento e criptografia para manter seguros os dados trafegados. VPNs seguras usam protocolos de criptografia por tunelamento que fornecem a confidencialidadeautenticação e integridade necessárias para garantir a privacidade das comunicações requeridas. Alguns desses protocolos que são normalmente aplicados em uma VPN estão: L2TPL2FPPTP e o IPSec. Quando adequadamente implementados, estes protocolos podem assegurar comunicações seguras através de redes inseguras.
  • O código morse publicado, “–. — – — …. – – .–. —··· -··-· -··-· .–. .- … – . -… .. -. ·-·-·- -.-. — — -··-· –.. .-.. ..- -..- -.. — –.. .-” significa “GOTOHTTPO···T··T·T··T·PASTEBIN·T·T·TCOMT··T·ZLUXDMZA”;
  • Se formos ao http://pastebin.com/ZLUXDMZA encontramos o seguinte código binário: “00110101 00110001 00101110 00110101 00110000 00110000 00111001 00110100 00110111 00101100 00100000 00101101 00110000 00101110 00110001 00110010 00110100 00110101 00110011 00110000”;
  • dá nisto.


  • Por sua vez, se traduzirmos binário para texto obtemos a seguinte localização GPS: 51.500947, -0.124530;
  • E agora, no Google Maps, podemos ver que o local foi muito perto de (um dos) atentados cometidos.

  • Tudo isto é pura ficção, é só deixar-se ir pela net fora e quem sabe se é verdade ou não…

Daesh reinvindica o ataque em Londres


Mensagem foi publicada no Twitter

Sem comentários:

A MINHA MÚSICA

Loading...

Pesquisar neste blogue

Seguidores

Governo Moçambique

Governo de Macau

Governo Cabo Verde

Governo Angola