Número total de visualizações de página

sábado, 26 de novembro de 2016

O histórico líder cubano, Fidel Castro, morreu aos 90 anos

Nuestro pueblo heroico ha luchado 44 años desde una pequeña isla del Caribe a pocas millas de la más poderosa potencia imperial que ha conocido la humanidad. Con ello ha escrito una página sin precedentes en la historia. Nunca el mundo vio tan desigual lucha.

Fidel Alejandro Castro Ruz (Speaker Icon.svg audio) (Birán13 de agosto de 1926  — Havana25 de novembro de 2016[2]) foi um revolucionário cubano, principal líder da Revolução Cubana (1953-1959), primeiro-ministro de Cuba (1959-1976) e primeiro presidente do Conselho de Estado da República de Cuba (1976-2008). Até 2006 foi primeiro-secretário do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba.[3] Castro morreu em Havana na noite de 25 de novembro de 2016, aos 90 anos.[2]Ele nunca foi eleito através de eleições diretas, não permitiu a criação de partidos de oposição, nem liberdade de imprensa – Cuba é considerado um dos países com menor liberdade de imprensa do mundo – durante o período em que esteve como líder do regime ditatorial cubano.[4][5] Seu governo foi e continua sendo amplamente criticado pela comunidade internacional por violações aos direitos humanos.[6][7][8]Apesar das controvérsias, foi durante o governo de Castro que Cuba alcançou índices elevados de desenvolvimento humano e social, como a menor taxa de mortalidade infantil das Américas[9], erradicação do analfabetismo[10] e da desnutrição infantil[11], tratamento gratuito de mais de 124 mil vítimas do acidente nuclear de Chernobil[12], participação direta na luta pelo fim do Apartheid na África do Sul[13], treinamento de médicos do Timor-Leste[14], entre outros.
Líder e secretário-geral do partido desde sua fundação, em 1965, em 19 de abril de 2011, Fidel, que já havia entregue o cargo de presidente em 2006, foi substituído como secretário-geral do Partido Comunista Cubano por seu irmão, Raúl Castro, retirando-se oficialmente da vida política do país.[15][16] Ganhou o Prêmio Olivo da Paz do Conselho Mundial da Paz em 2011 pela coexistência pacífica entre as nações e por ser uma personalidade que contribuiu para o desarmamento.[17]
 Fidel Castro - MATS Terminal Washington 1959
 Fidel Castro na Assembleia Geral da ONU, em 22 de setembro de 1960.
 Che Guevara e Fidel fotografados por Alberto Korda em 1961
 Fidel Castro diante da estátua de José Martí, em Havana, 2003. Fidel Castro se retirou do poder em 2008 por problemas de saúde.
 Fidel Castro assina o termo de posse como Primeiro Ministro de Cuba em 16 de fevereiro de 1959.
 Fidel Castro preso em 1953 após o assalto ao Quartel Moncada.
 Fidel Castro discursando em Havana, 1978, imagem por Marcelo Montecino.

Raúl Castro e o irmão Fidel na Serra Maestra em 1958.
Castro e o ex-presidente do Brasil Lula da Silva (na esquerda) em 2003.













Obras



História
15º Presidente de Cuba Cuba
Período2 de dezembro de 1976
24 de fevereiro de 2008[1]
Antecessor(a)Osvaldo Dorticós Torrado
Sucessor(a)Raúl Castro
Primeiro-ministro de Cuba Cuba
Período16 de fevereiro de 1959
2 de dezembro de 1976
Antecessor(a)José Miró Cardona
Sucessor(a)Raúl Castro
Primeiro-Secretário do Partido Comunista de Cuba
Período3 de outubro de 1965
19 de abril de 2011
Vida
Nascimento13 de agosto de 1926
Birán (Holguín)
Morte25 de novembro de 2016 (90 anos)[2]
HavanaCuba[2]
Dados pessoais
CônjugeMirta Diaz-Balart (1948–1955)
Dalia Soto del Valle (1980–presente)
PartidoPartido Comunista
ProfissãoAdvogado
AssinaturaAssinatura de Fidel Castro

Sem comentários:

A MINHA MÚSICA

Loading...

Pesquisar neste blogue

Seguidores

Governo Moçambique

Governo de Macau

Governo Cabo Verde

Governo Angola