Número total de visualizações de página

terça-feira, 22 de março de 2016

O filme dos atentados. O dia num instante

Os acontecimentos do dia, as fotografias e o vídeo dos ataques. O ponto de situação dos atentados terroristas que ocorreram esta manhã em Bruxelas. - Veja mais em: 
Bruxelas foi alvo, esta terça-feira, de dois ataques terroristas. Pelo menos 34 pessoas morreram e há mais de duas centenas de feridos, mas os números oficiais ainda não são conhecidos. Eis o que já se sabe do ataque reivindicado pelo autoproclamado Estado Islâmico: As primeiras notícias surgiram por volta das 7h00 de Lisboa, quando houve duas explosões no aeroporto de Zaventem, em Bruxelas. Para já, está confirmada a morte de 14 pessoas neste ataque, que deixou mais de 96 pessoas feridas. Os números ainda não são oficiais. 
Fotografia: Peter van Rossum / Reuters
Veja o vídeo dos atentados: Um minuto de pânico Antes das explosões, avançou a agência noticiosa Belga, foram disparados tiros e ouvidos gritos em Árabe. Horas depois, foi confirmado que este se tratou de um ataque suicida.

Pouco tempo depois das explosões no aeroporto, uma nova explosão, desta vez na estação de metropolitano de Maelbeek, que serve o bairro europeu, onde ficam as sedes de várias instituições europeias. Entre 15 e 20 pessoas (ainda não é certo) morreram neste atentado, avançam os meios de comunicação belgas. Outros 106 ficaram feridos, dos quais 17 em estado grave. Também neste caso, os números ainda não são oficiais. 

A escolha de Maelbeek para o segundo ataque assume especial importância, tendo em conta que é uma estação próxima do bairro europeu, onde se encontram as sedes de várias instituições europeias. As autoridades belgas chegaram a fazer explodir bombas não detonadas. Uma das explosões controladas foi na Rue de la Loi
Fotografia: Eddie Keogh / Reuters
a rua onde fica a estação de metro de Maelbeek. A polícia belga encontrou aí um pacote suspeito. Também no aeroporto foi encontrada uma bomba por detonar, que seria a terceira deixada em Zaventem. Os serviços de segurança desativaram a bomba. 

Estado Islâmico reivindica ataques 
Durante várias horas, o autoproclamado Estado Islâmico foi apontado como suspeito, mas não houve reivindicações. 


“Combatentes do Estado Islâmico abriram fogo dentro do Aeroporto de Zaventem, antes de detonarem cintos e dispositivos explosivos, na terça-feira, ao mesmo tempo que um bombista suicida detonou um cinto explosivo na estação de metropolitano de Maelbeek. Os ataques resultaram em mais de 230 mortos e feridos”, anunciou o grupo terrorista, através da sua agência noticiosa, a A’maq. 

Suspeitos a monte 

O governo belga anunciou, ao início da tarde, que os cúmplices dos atentados poderiam estar a monte. Pouco depois, foram divulgadas imagens de suspeitos e as autoridades belgas lançaram um apelo à população para que ajude a identificá-los. 
Fotografia: D.R.
Fotografia: D.R. 

As autoridades acreditam que os dois homens à esquerda, vestidos de preto, ter-se-ão feito explodir. O homem à direita, com um chapéu, terá escapado e estará a monte. 

Aeroporto, centrais nucleares e transportes: evacuados ou a meio gás 

Logo após os ataques, o aeroporto de Zaventem foi evacuado e fechado. O presidente executivo do aeroporto, Arnaut Feist, adiantou, entretanto, que a infraestrutura estará encerrada também na quarta-feira. 

Já as duas centrais nucleares de grande escala da Bélgica – a de Tihange, a cerca de 90 quilómetros de Bruxelas, e a de Doel, perto de Antuérpia, foram parcialmente evacuadas.

Segundo a Reuters, foram evacuados os trabalhadores “não essenciais”. O pessoal essencial para manter a operação das instalações nucleares continuou em serviço. 

Também as estações de metro e de comboio foram encerradas após os ataques. Os comboios que já estavam a caminho de Bruxelas, com partida de Paris, tiveram mesmo de voltar para trás, enquanto todos os comboios com destino a Bruxelas foram suspensos. 

Durante a manhã, todos os transportes públicos, incluindo autocarros e elétricos, foram impedidos de circular na cidade. 

Entretanto, duas linhas de metro já reabriram e pelo menos onze carreiras de autocarro vão estar a funcionar durante esta noite. As escolas também estarão abertas na quarta-feira.

Sem comentários:

A MINHA MÚSICA

Loading...

Pesquisar neste blogue

Seguidores

Governo Moçambique

Governo de Macau

Governo Cabo Verde

Governo Angola