Número total de visualizações de página

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

 
Euro_2012.xlsEuro_2012.xls
249K   Visualizar  Transferência  

Spartacus: Blood and Sand

Spartacus: Blood and Sand
Spartacus: Blood and Sand Trailer

Spartacus: Blood and Sand Sinopse
Spartacus é um soldado trácio que é condenado a morte após desafiar o comando de Claudius Glaber. Spartacus, que tinha previsto uma invasão da aldeia onde vivia (e ignorado por Glaber), volta para casa para salvar a sua esposa da morte certa pois naquele local não havia ninguém para lutar, mas Glaber vai atrás deles e prende Spartacus tornando-o escravo e vende a sua mulher aos sírios.
Ao ser jogado à morte na arena para diversão da plebe, Spartacus surpreende todos ao vencer a disputa e matando os quatro gladiadores, demonstrando que não irá morrer enquanto não encontrar e recuperar a sua esposa. Depois do combate, ele é comprado por Batiatus que pretende lucrar com o seu novo escravo colocando-o nos combates de arenas. Doctore, treinador dos gladiadores não concorda com a ideia porque Spartacus é movido pela vingança. Durante toda a série é possível notar a força e vontade que Sura, a sua mulher, lhe dá ajudando-o a enfrentar todos os combates e castigos a que é submetido por não respeitar as ordens de Dominus.


Spartacus: Blood and Sand Informações
» Nome: Spartacus: Blood and Sand
» Ano: 2010
» Temporada: 1
» País: Estados Unidos
» Género: Ação, Aventura, Drama
» Estrelas: Andy Whitfield, John Hannah and Manu Bennett
» Qualidade: Excelente – HDTV
» Legendas: Incluídas, PT-PT (algumas em PT-BR)

Spartacus: Blood and Sand Download
Pode fazer o download através de um dos seguintes links, se um não funcionar experimente outro.
Download Episódio 01 » via Fileserve ou via Filesonic ou via Filejungle | Download Legendas
Download Episódio 02 » via Fileserve ou via Filesonic ou via Filejungle | Download Legendas
Download Episódio 03 » via Fileserve ou via Filesonic ou via Filejungle | Download Legendas
Download Episódio 04 » via Fileserve ou via Filesonic ou via Filejungle | Download Legendas
Download Episódio 05 » via Fileserve ou via Filesonic ou via Filejungle | Download Legendas
Download Episódio 06 » via Fileserve ou via Filesonic ou via Filejungle | Download Legendas
Download Episódio 07 » via Fileserve ou via Filesonic ou via Filejungle | Download Legendas
Download Episódio 08 » via Fileserve ou via Filesonic ou via Filejungle | Download Legendas
Download Episódio 09 » via Fileserve ou via Filesonic ou via Filejungle | Download Legendas
Download Episódio 10 » via Fileserve ou via Filesonic ou via Filejungle | Download Legendas
Download Episódio 11 » via Fileserve ou via Filesonic ou via Filejungle | Download Legendas
Download Episódio 12 » via Fileserve ou via Filesonic ou via Filejungle | Download Legendas
Download Episódio 13 » via Fileserve ou via Filesonic ou via Filejungle | Download Legendas

O que muda nos impostos em 2012

Até ao final do ano há ainda um conjunto de compras ou opções que podem ser tomadas para reduzir a factura fiscal com o IRS, o IVA, o IMI ou até o ISV. 
Saúde
Este é o último ano em que todas as despesas de saúde contam para abater ao IRS. Assim, por cada 10 euros gastos, três podem ser usados para aquele fim. A partir de 1 de Janeiro tudo muda: por cada 10 euros gastos, apenas um conta para a redução do imposto. Além disto, esta dedução da saúde passa a ter um limite máximo (de 834,44 euros) e a contar para o “bolo” global das deduções, que oscila entre 1250 e 1100 euros, consoante o escalão de rendimento.
Quem precisar de fazer exames ou consultas ou de comprar medicamentos deve aproveitar para faze-lo até ao dia 31 de Dezembro.

Educação
As despesas com educação do contribuinte e descendentes permitem reduzir o imposto em 760 euros. Mas para chegar a este valor máximo, terá de de ter gasto cerca de 2500 euros – um montante fácil de atingir para quem tenha filhos em colégios privados ou no ensino superior. Além de mensalidades e propinas contam também para esta dedução os gastos com material escolar, explicações (desde que acompanhadas da respectiva factura), alimentação, transportes ou livros. Em 2012 esta dedução mantém-se mas passa a “concorrer” com as restantes despesas. Uma forma de aproveitar o regime em vigor até ao final do ano é antecipar algumas compras: pode pagar as refeições até ao final do ano ou reforçar o stock de lápis, cadernos e afins.

Casa 1
Até ao final deste ano as amortizações do empréstimo da casa ainda abatem ao IRS, mas esta possibilidade acaba em 2012, pois a partir de 1 de Janeiro o fisco apenas permite que sejam dedutíveis 15% dos juros do crédito. Para a declaração de rendimentos auferidos em 2011 ainda são aceites 30% dos encargos com a prestação, até ao limite de 591 euros. Mais uma vez, este é também o último ano em que a despesa global da casa não conta para o valor global das deduções.

O Ministério das Finanças já divulgou os impressos para a entrega das declarações de IRS, que arranca em Março. As diferenças em relação aos modelos em vigor este ano são pequenas, mas começam logo na “folha de rosto” (ou seja o Anexo A do Modelo 3), onde os contribuintes que deduzem seguros de profissões de desgaste rápido passam ter de indicar expressamente a profissão. 

No Anexo B (para trabalho independente) o fisco acrescentou mais um tipo de rendimento aos que já tinham de ser declarados. Assim à venda de mercadorias ou prestação de serviços passam a ser declarados de forma autónoma os rendimentos provenientes de microprodução de electricidade.
Descarregue aqui a declaração do próximo ano
Além disto, os afilhados civis surgem pela primeira vez nos impressos, permitindo às famílias que optam por este regime de “apadrinhamento” de crianças institucionalizadas deduzir os gastos com a sua educação.
O apadrinhamento civil está previsto no Código do IRS desde 2009, permitindo os menores tenham o mesmo tratamento fiscal que os dependentes, nomeadamente para efeitos da dedução específica Mas apenas este ano surgem especificamente referidos no Anexo destinado às deduções à colecta.
No apadrinhamento civil é a solução encontrada para crianças ou jovens em risco em caso de ausência de uma família biológica ou adoptiva. Ainda assim, caso os pais biológicos assim o desejem, neste regime é possível manter o contacto com as crianças.

Picado daqui:
http://www.dinheirovivo.pt/Economia/Artigo/CIECO027960.html

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Link verificar se há pagamentos de portagens em atraso

Aqui vai um link útil para sabermos se temos pagamentos em atraso nas auto estradas com pórticos, sem ter de andar  constantemente nos correios... CLIK



terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Cesária Évora - É Doce Morrer no Mar

video

É doce morrer no mar,
Nas ondas verdes do mar

A noite que ele não veio foi,
Foi de tristeza pra mim
Saveiro voltou sozinho
Triste noite foi pra mim

É doce...

Saveiro partiu de noite, foi
Madrugada não voltou
O marinheiro bonito
Sereia do mar levou.

É doce...

Nas ondas verdes do mar, meu bem
Ele se foi afogar
Fez sua cama de noivo
No colo de Iemanjá

Mudança de fisionomia

video

QUEM É ?

220.000 contos/ ano  ou 15.700 contos/Mês
...A NOVA CEO da EDP Renováveis
...que só vai dar dividendos em 2020!!!
Salário Multi-Milionário 
Com uma remuneração anual fixa de 384 mil euros (cerca de 77.000 contos) à qual acresce uma contribuição para o plano de pensão e ainda um prémio anual e um prémio plurianual para períodos de três anos, cada um dos quais até uma verba máxima de 100% do salário base.
Ou seja, se todos os seus objectivos de desempenho forem cumpridos, Ana Maria Fernandes receberá mais de 1,1 milhão de euros (220.000 contos) no seu primeiro ano como presidente de EDP Renováveis após a entrada da empresa na bolsa. Os valores mencionados constam do contrato de admissão.
Por onde anda o nosso dinheiro   
São quase 200 salários mínimos ou seja são precisos 200 portugueses com o salário mínimo para perfazerem o vencimento de um só trabalhador. Como é possível ? É pior do que no Futebol. Assim a EDP obriga os clientes a pagar os erros da sua gestão, como nas dívidas incobráveis que quer exigir aos pagadores honestos.
  ...e depois Portugal continua a aumentar o nº de pessoas pobres (que já vai em 22% da população). Continuamos a perguntar: Que país é este ?
...e estes "ladrões" que tanto se defendiam dizendo que no "tempo da outra senhora" era isto e aquilo. Para quê ? Para justificarem os seus "assaltos" continuados e quase descarados ? Só se um regime dito democrático também é isto ! Não será também por estes exemplos (que vêm de cima) que outro tipo de ladrões anda agora por aí, com grande força ?
  Denunciar é exercer a cidadania.

ÓH DA GUARDA, ACUDAM, ESTAMOS A SER INVADIDOS POR LADRÕES QUE NOS ASSALTAM OS BOLSOS !...
ESTOU MESMO A VER O POVÃO A SAIR À RUA PARA ACABAR COM ESTE DESMANDO...
ENTÃO ESTE GOVERNO DIZIA QUE IA TRATAR ESTAS QUESTÕES COM LISURA E ACABAR COM ORDENADOS MILIONÁRIOS !... AFINAL, É TUDO TRETA ...OU NÃO CONSEGUE ...
JÁ NÃO CHEGAM OS LADRÕES DO BPN, BPP, ETC.

Mensagem de Fim de Ano

O Filme que todos temos que assistir !!!
Se conduzires não mistures álcool nem drogas...
 
Não gosto de repassar coisas, porém, este video é uma forma de alertar e consciencializar todos aqueles que circulam diáriamente na via pública, para os perigos que podem encontrar ou criar com comportamentos incoerentes.
Um abraço

video
Para refletir!
O Filme que todos temos que assistir !!!

Uma das maiores empresas de marketing do mundo, resolveu passar uma mensagem para todos, através de um vídeo criado pela TAC (Transport Accident Commission) e que teve um efeito drástico na Inglaterra.

Depois desta mensagem, 40% da população da Inglaterra, deixou de usar drogas e de consumir álcool pelo menos nas datas comemorativas, não temos este tipo de iniciativa aqui em Portugal. Espero que todos assistam, mesmo que não se alcoolize ou use algum tipo de drogas, e que reflictam e passem para os seus
contactos. Oriente seus filhos, sobrinhos, amigos etc...

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Balada do desespero”, Pedro Barroso (Do lado de cá de mim)


Porque nasceste, vives
Porque vivias cresceste
Porque cresceste tiveste
A sorte que não sabias
Porque estudaste aprendeste
As coisas de se saber
E outras inúteis de sobra
As coisas de se esquecer
As coisas de se esquecer

Porque cumpriste fizeste
O que mandaram fazer
Os padres o pai a mãe
O professor o mais velho
O sargento o comandante
O senhorio a porteira
O ministro o governante
O cobrador o pedreiro
- esteja cá na terça-feira!
O bancário o carpinteiro
O homem do gás da luz
Da água do pão do leite
E acabaste cumprindo
Cumprindo tudo a preceito

Encomendaste gravatas
Fatos novos e sapatos
Dedicaste-te ao chinquilho
Talvez ao king ou canastra
Fizeste um filho e outro filho
Nas horas livres, às vezes,
Em havendo futebol
Sentiste-te homem de tasca
Sentiste que eras uma besta
Mas segunda-feira cedo
Bem cedo bem matinal
Te achavas de novo pronto
Partindo para o mesmo emprego
Comprando o mesmo jornal

E sempre todos os dias
Cobiçaste a secretária
Do teu chefe o sr. Sousa
Para à noite pernas moídas
Tomares o trinta e sete
O carrinho ou a bicicleta
E regressando cansado
Do barulho e da ausência
Sentires-te reencontrado
Da solidão na indolência
De um canapé recostado
Pijama e televisão
Aquecedor e decência
Tudo muito bem ligado
Tudo muito bem sentado
Em conforto e concordância
Em conforto e anuência

Nas férias grandes redecoraste-te
Bizarro na concepção
E arriscaste um figurino
Foste às compras de calção
E sorriste aos teus parceiros
De barraquinha na praia
E à senhoria vizinha
Que nunca tirou a saia
Calculem só os senhores
Agosto inteiro com saia

Aturaste a pequenada
Brigas brirras fraldas caca
Apreciaste o traseiro
Da amiga do teu amigo
Rechonchudinha mulata
- já é preciso ter lata!
Viraste a cara em decoro
Não vão os putos ver isto
Espalhaste óleo pelas espaldas
Enquanto a tua mulher
Um pouco desconfiada
Desabrida e despeitada
Te exigiu
- Ó silva tu muda as fraldas!

Depois à noite porreiro
Caminhaste na avenida
Muito fresco e prazenteiro
Com a pança bem comida
Às vezes de um frango inteiro
Que não és homem dos fracos
Dos fracos não reza a história
E o Silva é alguém na vida
Homem de bem de memória
Contabilista da firma
Tal e tal rua da Glória
- Sempre que quiser já sabe
É uma casa às suas ordens…

E depois pelo caminho
Regressas gritas dás ordens
Recuas gritas dás ordens
E ameaças o outro
Que ginou para este lado
- se calhar querias coitado!
E o camião chateado
De se ver ultrapassado

Regressas mais bronzeado
Mais gordo talvez mais magro
Mais velho um mês e quem sabe
Mais cansado que à partida

Regressas ao rame rame
Enquanto suspirarás
Todo o ano por um mês
Todo o mês por outra vida
Toda a vida por viver
Algo que te valha a pena
Ou então tu já nem sentes
E mentes-te enquanto sentes
E mentes e já não sentes
E já não sentes mas mentes

Ano a ano te esfolharam
Te roubaram prestações
Letras fantasmas viagens
Cromos selos colecções
Hálito fresco e saudável
Graxa sabão brilhantina

Mudaste a cor do salão
De azul para verde marinho
Do verde para um branquinho
E enfim para um castanho
- o que é que achas? – mais clarinho…
E ao fim de tanto trocares
Baralhares e confundires
Acabas por rebentar
Evitando pelo menos
Teres enfim de destruir
Tudo o que creste ser belo
Ser lindo ser valioso
Acabaste confundindo
Viver com reeducar-te

Passaste o tempo calcando
O que podias ter sido tu
Nu inteiro e pessoal
Pois que assim afinal
Foste um entre milhões
Que de morte natural
Tem uma cruz lega uns tostões
E cai podre numa cova
Em funeral

Não te ficou nem um gesto
Que não façam mais milhares
Não te ficou nem um risco
Um grito para espalhares
Não te ficou nem uma sobra
Uma intenção uma raiva
Isto é caso pra dizer
Parvo incapaz e castrado
Rastejante e tão honrado
Foste um escravo do dever
Um pobre mais um na selva

Repousa em paz bom rapaz.

“Balada do desespero”, Pedro Barroso (Do lado de cá de mim)

A MINHA MÚSICA

Loading...

Pesquisar neste blogue

Seguidores

Governo Moçambique

Governo de Macau

Governo Cabo Verde

Governo Angola