Número total de visualizações de página

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Taxa Liberatória

Taxa Liberatória – Em tudo similar ao acto de retenção na fonte, mas com a diferença, significativa, de que o contribuinte fica isento de englobar esses rendimentos na sua declaração periódica de rendimentos. Porém, em determinados casos, é dada a opção de englobamento, podendo ser tal particularmente vantajoso no caso de contribuintes cuja taxa de tributação marginal apurada, após englobamento de todos os rendimentos, seja inferior à taxa liberatória a que determinado rendimento, de forma isolada, foi objecto de taxação.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Morreu David Edwards, histórico do blues dos anos 30

Morreu David Edwards, histórico do blues dos anos 30

por LusaHoje
Morreu David Edwards, histórico do blues dos anos 30
O guitarrista norte-americano David Edwards, considerado como um dos últimos nomes do blues da geração dos anos 1930, morreu na segunda-feira aos 96 anos em Chicago, nos Estados Unidos, revelou hoje a BBC.
David Edwards, também conhecido como "Honeyboy", era o "último dos grandes músicos dos blues do Delta do Mississipi", lê-se no site oficial do guitarrista na Internet.
Apesar dos 96 anos, "Honeyboy" mantinha-se activo e deu os últimos concertos em Abril passado, num festival no Mississipi, onde nasceu em 1915.
Premiado em 2008 com um Grammy pelo álbum "Last of the Great Mississippi Delta Bluesmen: Live In Dallas", David Edwards é autor de canções como "Just like Jesse James", "Long Tall Woneb Blues" e "Gamblin' Man".
Aprendeu a tocar guitarra ainda em criança e começou profissionalmente aos 17 anos, tendo, a partir daí, privado com outros nomes do blues como Robert Johnson, Charlie Patton, Muddy Waters e Rice Miller. Em 2010 foi-lhe atribuído o Grammy de carreira.


'secretas' bem secretas, fazem tudo mesmo escondendo relatório...

 Alegada espionagem


 
O jornalista Nuno Simas vai apresentar uma queixa-crime ao Ministério Público por devassa da vida privada, na sequência da alegada espionagem feita pelos serviços secretos ao seu telemóvel, em 2010, quando...

 

Relatório das 'secretas' não foi entregue ao MP

Hoje
Relatório das 'secretas' não foi entregue ao MP

A capacidade de investigação da PGR está limitada sem o relatório do SIRP sobre as 'fugas de informação', que não foi entregue pelo Governo
O secretário-geral do Serviço de Informações da República (SIRP) nunca enviou para a Procuradoria-Geral a peça-chave que sustenta a hipótese de terem sido cometidas ilegalidades entre o Serviço de Informações Estratégicas de Defesa (S IED) e o grupo de comunicação social Ongoing, tendo como epicentro Jorge Silva Carvalho (ex-chefe do SIED, actual quadro deste grupo). Fontes judiciais contactadas pelo DN garantem que sem os relatórios a investigação fica limitada.
Júlio Pereira já testemunhou, mas sem grandes pormenores, porque a inquirição interna foi classificada como "segredo de Estado". Foi esta, aliás, a justificação dada pelo primeiro-ministro para não enviar o documento ao Parlamento.
Ao DN, o gabinete de Passos Coelho confirma que o relatório não foi enviado porque "a Procuradoria ainda não o pediu". Sobre a "falta de lógica" que é apresentar uma queixa sem fornecer os elementos que a sustentam, a mesma fonte remeteu para Júlio Pereira. O ex-ministro Ângelo Correia defende a demissão urgente dos dirigentes dos serviços de informações.

domingo, 28 de agosto de 2011

SERMÃO DO BOM LADRÃO


Timor !!!

Corresponda, por favor, a este Apelo

Exmo. Sr. ou Sr.ª:
A Guarda Nacional Republicana encontra-se desde meados de 2006 numa missão de apoio à paz em Timor-Leste. Desde então, tem vindo a contribuir significativamente para a manutenção da ordem e da tranquilidade pública naquele país, mas também, desenvolvido diversos e bem sucedidos projectos de solidariedade social.
O contributo que temos vindo a dar aquele país irmão, tem sido reconhecido nacional e internacionalmente e tem estreitado as relações entre dois países historicamente ligados.
O próximo contingente da GNR em Timor-Leste, com partida em finais de Outubro de 2011 e duração de 6 meses, pretende dar continuidade a esses projectos, com especial atenção para a época natalícia que se avizinha, onde ambicionamos proporcionar um Natal único e inesquecível às crianças Timorenses.
Para atingir esse desidrato necessitamos da colaboração dos Portugueses em geral e de V.Exa em particular. Procuramos entidades públicas ou privadas, solidárias com aquele País, que se juntem a nós nesta iniciativa para proporcionar um Natal melhor e mais feliz às crianças Timorenses.
Na qualidade de próximo comandante do contingente da GNR, venho por este meio, solicitar a V.Exa a doação de qualquer tipo de artigo em estado novo que possa ser oferecido a uma criança/jovem. Nomeadamente, artigos escolares e didácticos em geral, roupa de verão e sapatos, ou qualquer outro que entenda conveniente.
Disponibilizamo-nos para os recolher em qualquer ponto do País, dentro da medida do possível e das fortes restrições orçamentais a que a GNR se encontra actualmente sujeita, ficando no entanto, a garantia de serem transportados para Timor-Leste e ali distribuídos em estreita colaboração com a Fundação Alola.
Estando previsto a ampla mediatização deste evento o seu contributo será com certeza reconhecido, mas principalmente, alvo de um profundo agradecimento por parte do povo Leste-Timorense.
Despeço-me apelando ao seu contributo e agradecendo desde já a atenção disponibilizada.
Com os melhores cumprimentos,

Capitão Duque Martinho
Membro do MIL
______________________________________________________________________
Guarda Nacional Republicana - Unidade de Intervenção – +35121358900 – martinho.jad@gnr.pt
Retirado daqui [TIMOR]

Afinal o que anda o governo a fazer?


 


Pode ler aqui mesmo, basta clicar no PDF
comunicado.pdfcomunicado.pdf
1205K   Visualizar   Transferência  

A MINHA MÚSICA

Loading...

Pesquisar neste blogue

Seguidores

Governo Moçambique

Governo de Macau

Governo Cabo Verde

Governo Angola