Número total de visualizações de página

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Lista de concelhos com isenções e descontos nas portagens da A24

 Note-se que está também previsto a forma de arredondamento e a  possibilidade de mudarmos de sistema monetário, passo a citar:
” (…) As taxas são arredondadas para o múltiplo de € 0,05 mais próximo ou outro que, por acordo entre o Concedente e a Concessionária, melhor se adeqúe ao sistema monetário em vigor.”
esta é a lista dos concelhos abrangidos pelas isenções (10 primeiras viagens mensais) e descontos (15% do valor a pagar nas viagens remanescentes) que abrangem residentes e empresas com sede na zona de influência da A24 – Concessão do Interior Norte:
Concessão do Interior Norte (A24)
  • Unidade territorial do Ave:
  • Cabeceiras de Basto;
  • Fafe;
  • Guimarães;
  • Mondim de Basto;
  • Póvoa de Lanhoso;
  • Vieira do Minho;
  • Vila Nova de Famalicão;
  • Vizela.

  • Unidade territorial do Tâmega:
  • Amarante;
  • Baião;
  • Castelo de Paiva;
  • Celorico de Basto;
  • Cinfães;
  • Felgueiras;
  • Lousada;
  • Marco de Canaveses;
  • Paços de Ferreira;
  • Paredes;
  • Penafiel;
  • Resende;
  • Ribeira de Pena.
  • Unidade territorial do Entre Douro e Vouga:
  • Arouca;
  • Santa Maria da Feira;
  • Oliveira de Azeméis;
  • São João da Madeira;
  • Vale de Cambra.
  • Unidade territorial do Douro:
  • Alijó;
  • Armamar;
  • Carrazeda de Ansiães;
  • Freixo de Espada à Cinta;
  • Lamego;
  • Mesão Frio;
  • Moimenta da Beira;
  • Murça;
  • Penedono;
  • Peso da Régua;
  • Sabrosa;
  • Santa Marta de Penaguião;
  • São João da Pesqueira;
  • Sernancelhe;
  • Tabuaço;
  • Tarouca;
  • Torre de Moncorvo;
  • Vila Real;
  • Vila Nova de Foz Côa.
  • Unidade territorial do Alto Trás -os -Montes:
  • Alfândega da Fé;
  • Boticas;
  • Bragança;
  • Chaves;
  • Macedo de Cavaleiros;
  • Miranda do Douro;
  • Mirandela;
  • Mogadouro;
  • Montalegre;
  • Ribeira de Pena;
  • Valpaços;
  • Vila Flor;
  • Vila Pouca de Aguiar;
  • Vimioso;
  • Vinhais.
  • Unidade territorial do Pinhal Interior Norte:
  • Alvaiázere;
  • Ansião;
  • Arganil;
  • Castanheira de Pêra;
  • Figueiró dos Vinhos;
  • Góis;
  • Lousã;
  • Miranda do Corvo;
  • Oliveira do Hospital;
  • Pampilhosa da Serra;
  • Pedrógão Grande;
  • Penela;
  • Tábua;
  • Vila Nova de Poiares.
  • Unidade territorial do Dão -Lafões:
  • Aguiar da Beira;
  • Carregal do Sal;
  • Castro Daire;
  • Mangualde;
  • Mortágua;
  • Nelas;
  • Oliveira de Frades;
  • Penalva do Castelo;
  • Santa Comba Dão;
  • São Pedro do Sul;
  • Sátão;
  • Tondela;
  • Vila Nova de Paiva;
  • Viseu;
  • Vouzela.
  • Unidade territorial da Serra da Estrela:
  • Fornos de Algodres;
  • Gouveia;
  • Seia.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Salários e pensões até 600 euros mantêm subsídios de Natal e férias

Orçamento

Salários e pensões até 600 euros mantêm subsídios de Natal e férias

Paula Cravina de Sousa  
29/11/11 00:05
O Governo cede parcialmente ao PS e garante que redução nos cortes no 13º e 14º meses são neutros a nível orçamental.
Os cortes nos subsídios de férias e de Natal para os funcionários públicos e pensionistas vão ser um pouco menos penalizadores do que se previa. É que afinal a retenção será aplicada apenas aos subsídios acima de 600 euros - e não de 485 euros como na proposta inicial - e, só a partir dos rendimentos brutos de 1.100 euros é que ficarão sem os dois subsídios - mil euros no plano inicial. Entre os 600 e os 1.100 euros, haverá uma redução gradual dos subsídios. Desta forma haverá menos contribuintes afectados pelos cortes nos 13º e 14º meses - dois milhões de pensionistas e funcionários públicos a ficarem de fora desta medida de austeridade.
As alterações foram ontem propostas pelo PSD e pelo CDS e aprovadas na Assembleia da República durante a votação na especialidade do Orçamento do Estado para 2012 (OE/12). De acordo com o secretário de Estado do Orçamento, Luís Morais Sarmento, cerca de 51 mil funcionários públicos ficam isentos de qualquer corte e 174 mil terão um corte parcial dos subsídios de Natal e de férias. Já relativamente aos pensionistas, cerca de 1,9 milhões ficam isentos de corte e cerca de 280 mil terão um corte apenas parcial.
Mas quanto vão os contribuintes perder? Tomemos como exemplo um funcionário público que ganhe 970 euros. Terá de aplicar a fórmula: 1320 - 1,2 x remuneração base mensal. Segundo o exemplo, o trabalhador receberá apenas 156 euros dos subsídios de férias e de Natal. Isto é, o trabalhador terá um corte nos dois subsídios de 83,9% (como está muito próximo do s 1100 euros quase que perde um valor equivalente aos dois subsídios), ou seja, 814 euros.

O FILME QUE MUDOU A AUSTRÁLIA

O FILME QUE MUDOU A AUSTRÁLIA

ATENÇÃO VIDEO MUITO FORTE

CHOCANTE E REAL

Uma das maiores empresas de marketing do mundo resolveu passar uma mensagem para todos através de um vídeo criado pelo TAC (Transport Accident Commission) e teve um efeito fantástico na Austrália..
Depois desta mensagem, 40% da população da Austrália deixou de usar drogas e de consumir álcool nas datas comemorativas.
Espero que todos assistam, mesmo que não se alcoolizem ou usem algum tipo de drogas, e que reflitam e passem para os seus contatos.
Orientem os seus filhos, sobrinhos, amigos etc...

A MINHA MÚSICA

Loading...

Pesquisar neste blogue

Seguidores

Governo Moçambique

Governo de Macau

Governo Cabo Verde

Governo Angola